Estado Novo, o lado mais sombrio e esquecido do legado de Getúlio Vargas

Por Rodrigo Vizeu

O homem que por mais tempo presidiu o Brasil entrou para a história por promover a estruturação do Estado brasileiro e investir na industrialização do país.

Graças às legislações que criou na área social, ganhou entre apoiadores o apelido de “pai dos pobres”.

Não falta quem veja, à esquerda ou à direita, um saldo positivo do legado de Getúlio Vargas.

Mas o segundo episódio em áudio da História Como Ela Foi se dedicará a entender o lado negativo da equação getulista: a ditadura do Estado Novo, cujo início completou 80 anos no último dia 10 de novembro.

É só clicar abaixo.

Também dá para escutar o podcast direto no aplicativo do SoundCloud, no aplicativo de podcast da Apple, no Stitcher e no TuneIn.